Metamorfose Ambulância

E a metamorfose segue ambulante

Andando de mãos dadas. Insana e distante

A vigorar a nova sensão breve e confiante

A temporariedade de mostrar seu novo guru

Um homem fresco. De cabeça boa, cru e reconfortante.

Ó Dandi Swami, me livre do mercado!

Apague o meu passado acendendo outro baseado

Pois tu serás esse novo homem que vai ser possessivizado

escravizado, embolhado e lobotomizado e apto a viver castrado…Culpabilizado.

Assim, completamente a mim, adaptado.

E será como muitos outros, como Pablo e eu

Daqueles Dandi’s o novo que apareceu…

Desses que vem com novos ares

A serem sugados de suas virtudes e com a cara de Charles.

Seja importado da esquina, pavuna ou de Buenos Aires.

Mas ela sempre chega sendo a mesma

Coitada. Só ela não sabe.

E crescem as rugas e as nesgas abate.

É essa metamorfose que muda de cep

E que mata almas livres por osmose

Mas vive eternamente precisando de estepes…

Vícios, Tabagismos, cirroses…

cria neurotramboses, patologicas neuroses por inseguranças

Planeja planos mirabolosos para largar suas crianças

E tenta saciar-se de um vazio.

Prazeres nunca saciados em tempos de frio

Que foge de companhias e agrega viciados

Até de sua consciência esquece

A dependente que não quer crescer

A um amor que nunca merece

Que é a mesma com o mesmo cabelo

As mesmas pulseiras. As mesmas besteiras e o mesmo rabo preso

Não segue conselhos. E reforma museus

De passados viciantes. Lugares que nunca pertenceu

E, condenada a ser, eternamente

Influênciavel e refém de sua mente.

Não vendo que a ambulante precisa de uma ambulância

E frequentes remédios. Torpores e a cada instância maconha

Ferindo vidas, sem na cara a vergonha.

Sentimento a essa delego

Pois fui cego e não mais com tanto rancor

Pois não houve, havia ou há amor

Há loucura. Passeios. Devaneios

Ouvindo Nirvana se deprime

Busca ajuda querendo Viapassana

Mas segue Insana. Pois nega a sí

E constrói de novo outro parecido android…

Que, brevemente, irá se auto-destruir.

Anúncios

~ por Água para Plantas em outubro 11, 2018.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: