Taquicardia

A taquicardia persiste.

Começou de tarde e passou a se prolongar durante a noite e veio a passar agora pouco. Foram horas de pulsação acelerada e a psicóloga diagnoticou como TAG.

Eu queria muito estar MELHOR, me LEVANTAR, me sentir animado, mas tem sido um final de ano DURÍSSIMO, aliás, meu inferno começou em 2013 e persiste até hoje. Cinco anos sofrendo de tudo quanto é lado. A vida batendo duramente forte. Ninguém parece ser tão forte como a vida e de novo, acontece como o título – “água para plantas”, você acaba vegetando.

Sendo regado por águas escassas e pessoas que te chutam e arrastam toda a sua humilhação no chão, no decorrer de suas dores elas percorrem pelas ruas de mãos dada. Mãos que foram juradas a serem minhas, mas que só a raiva consome.

Raiva de mim por ter me permitido

Raiva de mim por ter me colocado em situação de vulnerabilidade e de tamanha impotência, perante a VERGONHA que se tornou morar aqui. Sendo chutado. As pessoas cozendo piedades, te tratando com uma pena que envergonha. Os passos não são os meus. Eu caminho para fora de uma sala fazia. Sala que só existe uma velha senhora neurastênica a qual devo e tenho que cuidar pro resto da minha vida.

Minha filha não me responde.

O silêncio me faz cheio de vazios.

A cidade é defamosa e tóxica. E todos os dias eu pens em desistir.

A psicóloga fala de rotina. Qual?

Anúncios

~ por Água para Plantas em setembro 4, 2018.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: