Visceras

Um diabo deitado

É cristo cucificado

pendante sobre a lux

gongá no chão.

Olhos entre mortos

morto entre ratos

ralos desse esgoto

escorrem visceras

e elas gritam

tédio, tédio, tédio

Elas imploram

sexo, sexo, sexo

mas só há doença.

descrença e um

totem de um deus febril

covalecente no meio

do meu umbigo…

Não existe fé na dor

nem crença no luto

nem força no medo

nem espelho pra mediocridade

morre sem falar o que é

escuro.

Não há manifestação do sagrado

no meio do ralo

ná há sacra doença

não há alegria ou humor.

Anúncios

~ por Água para Plantas em abril 29, 2018.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

 
%d blogueiros gostam disto: