Vestido de Espaço

image

Sobe as pás que anunciam chuvas
Das hélices, querendo que de hélio fossem
anuncio aleijado, com torta mente
Que hoje estou vestido de espaço

Sobe o vento vazio.
(Chamar de vazio o vento é falha)
Aqui é sempre chamado de sudoeste,
Ocupa a rede da onde era calor
Amado vento que traz o frio

de antes que o quente ocupa
O que era chamado verão
Vem contrário ao que vem do Rio
Fazendo deserto o que era soldado
Cobrindo a rua e a vestindo de espaços

Lagoas, mares, marés
Lacunas, bares e cafés
Como uma gigante oil city
Atravessa espasmos.
No silêncio uma velha infarta
No silêncio vivemos vestidos
De grandes espaços vazios

Anúncios

~ por Água para Plantas em junho 9, 2016.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: