Um poema para dias cansados

image

Pra Cris.

Uma varanda. Alguma rede…
Uma borracha chamada mar
Mãos receiosas em pegar
A outra.

De novo levantar
Tentar assumir que tudo vai passar
Te escrevo um mantra sobre dias cansados
Sobre olhos de concreto e de um sorriso gasto
Que ressalta uma coisa me dizendo game over
Mas eu vejo um começo.

Somos um trem. Desgoverno a vagar.
Algo nos feriu cedo dizendo tudo vai passar
E sei que era algo que na espera
Do próximo pouso a parar
Minas, leite, recifes…

Podemos nos vender. Mas ninguém vai pagar
A festa, o riso, o falsete, a imaginária festa de quinze anos
Nada vai pagar. Mas passam horas
Esse foi para um dia cansado
Um dia de choro… Eu também me permiti chorar

E em poucas dívidas muitas essênciais
Minha mão repousa imaginária a sua
Esperando ainda acreditar. Uma antártica no quiosque
Mais um dia.
Que vai passar
Mais esse foi cansado
Pérola-ostra.
E sobrevivemos e vamos continuar

Anúncios

~ por Água para Plantas em janeiro 16, 2015.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

 
%d blogueiros gostam disto: