Cartas.

image

São Gonçalo, 24 de maio de 2014.

Olá.

Lhe escrevi tem pouco tempo, mas a urgência das últimas notícias me fizeram lhe corresponder.

Sei que se resplandece em alegria e em felicidade ao encontrar uma pessoa parecida com você. Nesta hora, sua cabeça ainda pensa no seu beijo e de como ela rodou no seu corpo, após ver quadros que fizeram você se dislumbrar com todo caminho FÚTIL traçado e previsto por Basquiat. Você ainda sente dois fortes sentimentos – o de “UTILIDADE” e o de “FUTILIDADE” – Fútil, como a tradução de nossa década é lançada em um único relance e Útil, de como coisas simples podem te fazer feliz.

Ela teme sua loucura. E vc teme a sua indiferença. O silêncio dela te faz enlouquecer e por se mostrar ansioso, (e, ó Deus, só eu sei como a ansiedade lhe incomoda) isso gera um ciclo de desconfiança e distanciamento. Você não sabe até onde vão seus vícios e sua combinação astral fazem dela a “feiticeira mais letal” que você possa já ter encontrado. Quer queira ou não, é a última mulher que você pode ter encontrado e por uma estranha combinação SÓ VC A PODE PROTEGER E VICE E VERSA. Mas o revés e BEM DELICADO.

Você pode proteger ELA da pessoa mais perigosa da vida dela  – ELA MESMA – E ela pode te proteger de tudo… Um pensamento dela contra quem lhe faz mal e ela DESTRÓI o espírito de quem assim lhe quer despresa… Mas, algo mais limítrofe o acompanha.

O maldito relógio na barriga do crocodilo(1○* ) lhe incomoda demais. Sua filha cresce… E já só lhe quer ver de quinze em quinze dias, e ainda por cima, uma grande amiga tomou a coragem que você não tem – a de descansar – Sim, a nulidade como maior expressão de tudo que lhe resta, se assim o desdém da única coisa que importa acontecer.

Ela quis lhe passar ordens expressas de post-mortem, mas você ficou sem ação, pois sabia que pediria isso a ela, mas essa tal sentimento forte e louco que lhe acompanha – sim, essa paixão que lhe retém a calma e o sono lhe impediram. Alteraram os planos de ermitar em um paraíso e se trancafiar em sí mesmo. Pois havia paz. Agora, há a inquietude de uma paixão que lhe confunde e te arrasta de volta a mesma questão da outra que lhe pede cumplicidade, no que no final se traduziria em um crime. Seria desvelado e talvez preso e alí, não encontraria descanso e sim humilhação e o maior desdém que sua família pode lhe dar…

Creio que lhe dar conselhos não é a hora. Então apenas respire e fundo. Tome coragem e siga seu coração. Não morra ainda e espere. Espere, alguma hora será a sua, então, viverás em plena harmonia.

Siga o seu Mestre.
Repouse.

*○1 -Analogia a Peter Pan

Anúncios

~ por Água para Plantas em maio 26, 2014.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: