Cartas

Oi.

 

Você sempre colocou os malditos pés pelas mãos, disse coisas que não devia nas horas erradas e de repente você sempre volta pra casa sozinho. Pensei que quando você se viu mais sozinho, no caso da doença de sua mãe, achei que estava bem sozinho, depois de ser traído no momento em que mais você precisou.

Achei que essa tal chuva, essa tal renovo, restauraria toda a sua auto-confiança, assim como os músculos, a ausência de peso, a falta daquela vergonha mortal que sentia sobre sí mesmo. Achei que depois de rodar por diversar profissões, estabelecer metas, voltar a sua religião verdadeira, algo iria mudar. Mas o ciclo ainda gira em torno de sí mesmo, e sempre me surpreende você se apaixonando assim, facilmente, dizendo coisas que o seu coração anseia sem saber quem está do teu lado. O mundo externo sempre te machucou tanto… Você sempre se fez de forte e suportou tudo, mas eu te conheço, tem horas que cansa. Sinto realmente o seu cansaço e a sua total falta de esperança.

Se agarra a esse niilismo Palhaniukiano como se fosse uma religião e veementemente não acredita que outra coisa realmente boa possa vir de outra pessoa a não ser a sensação que você carrega. A sensação de ser a mesma e ridícula merda igual a todo mundo, assim como o seu Pastor, Dürden.

No fundo, você acredita no humanismo de Hesse. No fundo você espera pessoas de braços abertos, pessoas que não tenham cicatrizes e que possam com você olha pra frente. Não espere por nada. Espere pela mesma coisa que esperou, quando, passou fome apenas para viajar. Espere apenas o porquê de tudo não ter porquê. O acaso aconteçe sempre, ele pode te surpreender e te tirar de órbita, e sim, o acaso é um demônio, pois vem cheio, lotado e abarrotado de coincidências e sua ansiedade e vontade de ser feliz segurando uma outra mão, que ria das coisas que você ri, que chora das coisas que você chora, que cogita ir até o fim, sim, essas coisas assustam as pessoas, mas não adianta né? Se não fosse assim, não seria você. Se não fosse transparente e ter esse sentido de bate e pronto você não seria você. E uma das coisas que você nunca irá aprender é ser um ilusionista. Do outro lado, a quem tem essa atitude nunca virá – “I know you.You’re the one I’ve waited for. Let’s have some fun.”

Estou aqui pra lembrar de quanto o mundo é cruel e o quanto é precioso. Você já teve dias maravilhosos, noites tristes, noites desesperadores, manhãs acordadas por um sentimento de morte incrível, mas mesmo com a morte, ao seu lado, fazendo quimioterapia e sem um seio, você resistiu. Em quem acreditou? Não lembro de você ter me dito que agradeceu a Deus e se assim foi, foi tão baixo e tão quieto que ninguém realmente ouviu. Existem classes. Castas. Pessoas que passaram por isso e se recusam a não passar mais. Passe por essa barreira que chama “EU”, cure essa gripe e o tome como pessoa mais importante. O tome como prioridade, até que o externo se manifeste. Até que o tú queira estar com o seu Eu, aí, talvez fique em paz, ou talvez não.

Acho que não tenho muito mais o que dizer a você. Você sabe disso tudo, afinal de contas…

Vc mesmo disse…

Volte para casa

Tome os seus remédios

E malhe como um animal amanhã

Abraços;Imagem

Anúncios

~ por Água para Plantas em maio 20, 2014.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

 
%d blogueiros gostam disto: