Mulher Pudica

Mulher pudica

que há muito, é de poucos

deixe de merda e dê-me  teu corpo

dê o descaso que te dão

pois sua beleza afasta todos

e lhe sobra gozo em teu galardão

 

Mulher esguia

de cabelos pretos

de ancas belas e macias

Dê-me tua vulva

e enconcha ela em minha língua
para que de rubro tenaz entre

meu talo a tu chamar de grande pica

 

Venha sem ressentimentos

Sem sentimentos

Não tenha grande pena em me dar

Dar-te-ei o que queres

E o que queres também há de me dar

Não roubaremos nada de ninguém

Apenas horas, de gozo

Sexo, indolor

mas espreitando a dor
Na noite a fome da carne sem verbos

Apenas sexo

Apenas sexo.

Anúncios

~ por Água para Plantas em setembro 23, 2012.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: