Slides de Copacabana

Gritos repelem o silêncio

Silêncio no mesmo momento desaparece com

algumas gramas de preciosa indiferença

Droga barata em noites como essa

A correr, corre, descalça e seminua

Estava convalescente

Inocência corre por copacabana

Tenta encontrar abrigo em puteiros

Sombras, jardins, marquises, canteiros

A correr de medo, tenta entrar por onde muitos entraram

Encontra uma porta

E em pequena distância encerram a porta,

Ignorância disse baixinho:

Eu, que uma vez te perdi, te condenei a não te achar mais

Armei o teu algoz, e vindo está a te procurar.

O armei de medo, açoites e punhais

É agora um psicopata, já que o amor não encontra…

Desesperou-se, arrancou um naco do dedão do pé

rolou de dor, a compaixão havia se mudado há muito tempo

Foi presa como uma lunática e paralítico era o amor

catatônico, a decidir sim ou não…

Então veio e a facadas matou, depois o medo a carcomeu

No instante da prado júnior de costas no chão morreu

Tentou pegá-la no colo a prostituta, mas há muito a perdeu

mas chorou, pois havia uma vez perdido, só a encontraria morta

em um exame de HIV rezando à nossa senhora …

Inocência foi morta por um admirador secreto

Com muitas punhaladas nas costas

E ontem, com pouca vendagem,

foi notícia no “Meia Hora”

Anúncios

~ por Água para Plantas em outubro 15, 2010.

Uma resposta to “Slides de Copacabana”

  1. Bom dia querido amigo veja seu poema lá no CLIP
    http://centroliterariopiracicaba-clip.blogspot.com/2010/10/poetamigos-rodrigo-vieira-ensaio-sobre.html
    bjs
    Mara Bombo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

 
%d blogueiros gostam disto: