Poesia – Amor é Melancolia

Amor é melancolia

Tristeza que arde à noite

E pranto que abranda de dia

Amarar os cadarços

 

Desabotoar o paletó

É coisa para outros

Mas amar é triste

Sentir sirenes de alerta

Entrar por becos de motel

Em uma saída brusca e rápida

Intrépida, fugaz

Sensual e incompartilhável

Quando qualquer um andaria

Amar é selvagem por entre calmarias

Amar é compartilhar até mesmo

Espaços e idéias em um mesmo lugar

Quando não sé e conveniente

Fazer ambiente, lutar por fases

Amar todos os defeitos

E até mesmo acreditar

Que um dia, o próximo alcançara a perfeição

Perfeição?

Sucinta.

Anúncios

~ por Água para Plantas em novembro 25, 2009.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

 
%d blogueiros gostam disto: